Sobre o Inumeráveis

José Antônio Padilha

1948 - 2021

O céu ainda estava escuro na hora que ele acordava; ele amava a quietude da natureza antes do sol nascer.

Ele era um homem da terra, daqueles que se misturam com os sons e cheiros que só a natureza tem. Gostava dos animais, do mato, do capim que faz barulho sob os pés, do cheiro do café coando e do som de grilos e aves.

José Antônio foi trabalhador rural, grande parte da sua vida; da terra, tirou o sustento da sua família e por eles, fez tudo o que podia. Acordava tão cedo, que ao sair para a lida, ainda podia ter a face tocada pelo orvalho da manhã, bem antes do nascer do sol.

Apesar da vida dura e de muita labuta, tinha momentos de descontração com sua família e amigos. Era agradável, gentil, muito sorridente e brincalhão à sua maneira, conta a filha Maria Cristina.

Tinha sonhos, e os realizou. Sonhou uma vida melhor para os seus filhos, e eles tiveram; sonhou ter o seu próprio trator, e o conquistou.

Seu José deixa seus entes queridos em companhia de lembranças doces e deixa saudade.

José nasceu em Araçoiaba da Serra (SP) e faleceu em Araçoiaba da Serra (SP), aos 72 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de José, Maria Cristina Padilha. Este tributo foi apurado por Andressa Vieira, editado por Rosa Osana, revisado por Thaísa Sousa e moderado por Ana Macarini em 2 de julho de 2021.