Sobre o Inumeráveis

José Antunes de Carvalho

1931 - 2020

Foi uma fonte inesgotável de água com sabor de amor de pai.

Advogado, casado, pai de seis, avô de seis também. Amava o trabalho e os livros. Enquanto durou sua lucidez (fazia anos que sofria da doença de Alzheimer), gostava de garimpar pelos sebos no centro do Rio e de se debruçar sobre seus processos na solidão das madrugadas. Deixa uma esposa zelosa, nossa mãe, que esteve ao seu lado até o último momento. E deixa, na memória de todos, lembranças das piadas sem graça que, mesmo assim, nos faziam rir pelo tanto que o divertiam, e também de seu vozeirão a ecoar pela casa canções de serestas antigas.

"Em mim fica a lembrança da água que me levava à cama de madrugada, para acalmar os meus medos dos pesadelos e aplacar a sede do menino que fui. Aquela água tinha sabor de barro do filtro e de amor de pai", diz o filho André Luis, que complementa: "Gratidão, meu pai. Que bons deuses e bons espíritos acolham sua alma em sua passagem e na sua jornada renovada".

José nasceu em Mercês (MG) e faleceu em Niterói (RJ), aos 89 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Irion Martins, a partir do testemunho enviado por filho André Luis de Lima Carvalho, em 9 de maio de 2020.