Sobre o Inumeráveis

José Herculano da Silva

1946 - 2020

Devoto de São José, sonhava em voltar para a terra natal.

José era caminhoneiro e difícil era alguém fazê-lo sair da boleia do caminhão. Assim foi até os seus últimos dias, trabalhando sem cessar.

A teimosia foi sua maior qualidade, pois sem ela, não teria vencido as adversidades que encontrou pelo caminho. Saiu do agreste nordestino com sete filhos ainda pequenos e migrou para São Paulo.

Era um eterno sonhador. Tinha pouco estudo, mas era curioso e observador. Iniciou fazendo carretos com uma perua emprestada e logo comprou a sua. Assim seguiu, até comprar o seu primeiro caminhão. Foi uma felicidade e tanto!

Foi um avô, um pai e um marido muito amoroso e cuidadoso. Nunca deixou de estampar o orgulho em seus olhos pelos seus filhos crescidos e vencedores.

Adorava ouvir música raiz... Teixeirinha era o seu favorito.

O seu adeus foi no dia que descrevia a sua vida... O Dia do Trabalhador, que também era o dia do santo de sua devoção.

“Pai, eu agradeço tudo que eu conquistei através do estudo e trabalho. Você, o nosso girassol, nos deixou com saudades para compartilhar energias com as estrelas do céu.”, diz a filha Maria Gorete.

-
José foi um homem honesto e trabalhador. Caminhoneiro por 45 anos, amava sua profissão.

Criou sete filhos. Mesmo não tendo escolaridade, conseguiu formar quatro filhas e se orgulhava muito disso. Ele amava sua família e mimava muito os netos.

Gostava de brincar com todos e ajudou muitas pessoas. Com o pouco que tinha, dividia com quem precisava.

Às vezes era um pouco bravo, teimoso e marrento, mas ao mesmo tempo era como uma criança inocente.

Mesmo depois de tantos anos morando em São Paulo, nunca se esqueceu de sua terra natal. Tinha o sonho de voltar, arrumar sua casa e plantar em sua terra.

Era um homem forte e não aparentava ter a idade que tinha. Falava que não ia parar de trabalhar, pois não aguentava ficar em casa.

Partiu no dia de São José, santo do qual era devoto. Deixou uma saudade imensa, mas suas lembranças permanecerão para sempre com sua família.

“Nós te amamos. Cuide de nós daí de cima. Você faz muita falta... O mundo não é o mesmo sem você“, declara a filha Vanessa.

José nasceu em São João (PE) e faleceu em São Paulo, aos 73 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelas filhas de José. Este tributo foi apurado por voluntário, editado por Andressa Cunha, revisado por Lígia Franzin e Didi Ribeiro e moderado por Andressa Cunha em 24 de maio de 2020.