Sobre o Inumeráveis

José Luis Mota

1967 - 2020

Festeiro, ocupava a função de organizador geral. Na cantoria, comia a letra e exibia a pança.

Zulu, como era conhecido, exercia a profissão de vendedor. Como organizador de festas foi um amador sério. Pois pegava pra si a tarefa de arrumar o cenário – com direito à fumaça e iluminação - e contratar o DJ. Ainda bem! Já que na cantoria entoava apenas o final de cada frase.

Exibir a pança e jogar gelo nos outros estava incluído no roteiro do show. “Ele era uma eterna criança”, conta a amiga Renata.

O menino peralta adorava sentar num boteco com a turma, e viajar. Mas sua maior paixão era a sobrinha.

Valeu! – foi a última palavra de Zulu para Renata.

José nasceu em Guarulhos (SP) e faleceu em São Paulo, aos 53 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela amiga de José, Renata. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Mariana Quartucci, revisado por voluntário e moderado por Rayane Urani em 26 de maio de 2020.