Sobre o Inumeráveis

Marco Aurélio Campos de Albuquerque

1959 - 2020

Um repórter "desenrolado”. Suas matérias tinham sempre um lado descontraído que refletia a voz do povo.

Se algo estava dando certo, ou estava bom, Marco Aurélio costumava dizer: "tá rendendo" ou "isso rende que é uma beleza!", caso contrário, "rende não!"

O Dublê, como era conhecido, era um cara durão. "Teimoso e briguento, mas com um coração enorme. Gostava de ajudar o próximo”, conta o filho Marcos Aurélio, o "Dublê Junior".

A família e a televisão eram suas paixões.

Pai de dois filhos, o "Dublê Júnior" e a Rayanne, sempre demonstrava a todos o amor pelos dois.

Foi na TV, que Marco Aurélio realizou seu grande sonho: ser repórter policial. Como diz seu filho, "com o Dublê, o plantão era 24 horas e a notícia era em cima do fato!”

Em seu trabalho, era respeitado por onde passava e muito querido pelos colegas.

Em casa, era "cabeça-dura e coração mole. Briguento e companheiro. Esse era o Dublê na família!”, observa Marcos Aurélio com carinho.

Marco nasceu em Fortaleza (CE) e faleceu em Fortaleza (CE), aos 60 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelo filho de Marco, Marcos Aurélio Campos de Albuquerque Junior. Este tributo foi apurado por Lígia Franzin, editado por Tatiana Natsu, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 25 de setembro de 2020.