Sobre o Inumeráveis

Maria Cícera da Conceição

1955 - 2020

Uma mulher que soube enfrentar as dificuldades da vida com coragem, humildade, amor e sabedoria.

Um ser humano simples, de um caráter único. Sempre alegre e disposta a ajudar quem precisasse. Tinha consigo uma coragem absurda e uma força que a fazia enfrentar o que fosse.

Se autodenominava uma verdadeira “retirante nordestina”. Uma mulher lavradora que sobreviveu e resistiu às desigualdades brasileiras. Através do árduo trabalho, conseguiu manter a família, e, embora fosse semianalfabeta, sempre acreditou no poder transformador da educação.

Ao lado do seu companheiro, “o senhor” Pedro da Conceição, pôde unir forças no trabalho, na vida e no amor. Juntos tiveram quatro filhos, que criaram e formaram através das suas batalhas diárias, repletas de dedicação e amor. Também foi avó de seis netos, dos quais cuidou com a mesma atenção.

Era aquela que fazia questão de reunir a família em cada oportunidade: Ceia de Natal, reunião de final de ano e os aniversários tinham comemorações garantidas. Também era a vizinha adorada por todos e que tinha em cada um dos vizinhos um lar familiar.

“Ela era alegre, sincera, amiga. Uma Maria que tinha a vizinhança como parte de sua família e com quem compartilhava muito e sempre dava força para superarem os desafios. Propagava aquela esperança de que dias melhores sempre virão e tudo o que temos que passar, é para o nosso bem... Tenhamos fé”, relembra o filho Pedro Junior.

Foi uma mulher de muita fé e esperança. Deixa as lembranças de suas boas ações e a saudade dos finais de semana, quando fazia da sua casa um ponto de acolhida.

Seu legado irá inspirar gerações e as comemorações de família e vizinhos sempre terão um pouco da alegria e do amor que ela personificava.

Maria nasceu em Juazeiro do Norte (CE) e faleceu em Carmolândia (TO), aos 65 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelo filho de Maria, Pedro Junior. Este tributo foi apurado por Michelly Lelis, editado por Thiago Santos, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 18 de julho de 2020.