Sobre o Inumeráveis

Maria Salí Ferreira Pereira

1942 - 2021

Doce e amada vovó era o porto seguro da família.

Dona Salí, como muitos a chamavam, cresceu na vila Porto do Conde, no interior da cidade de São Jerônimo, no Rio Grande do Sul. Era a mais velha dos filhos de dona Diolinda e seu Manoel.

Casou muito jovem e mudou-se para Butiá, cidade em que viveu por cinquenta anos. Ela trabalhava no campo.

Já idosa, teve que se mudar para a cidade, pois a chácara em que vivia era muito distante.

Teve sete filhos, 20 netos e dez bisnetos. Todos eles se encantavam com esta senhorinha amável.

“Essa é minha vó, sou filha da filha mais nova e a neta que mais conviveu com ela. Morávamos no mesmo pátio por quase dez anos. Era minha segunda mãe, meu porto seguro, minha parceira”, conta a neta Gabriela.

Salí agora é lembrada nos corações daqueles que a conheceram com a sua doçura e amável marca de vovó.

Maria nasceu em Canoas (RS) e faleceu em Butiá (RS), aos 78 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela neta de Maria, Gabriela Pereira Viana. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Mateus Teixeira, revisado por Acácia Montagnolli e moderado por Rayane Urani em 2 de maio de 2021.