Sobre o Inumeráveis

Marta da Silva Guedes

1956 - 2020

Cuidar era o seu dom. Brincar e ser feliz eram a sua arte.

A babá, de 64 anos, não costumava restringir seus cuidados apenas na profissão. Tinha o costume de visitar os parentes nas horas vagas e, quando não conseguia estar com eles, perguntava por todos, citando o nome de cada um.

Cuidando dos passos dos que precisavam de proteção e apoio para caminhar, exerceu seu ofício de cuidadora e babá e, brincando, encontrou o caminho para ser, ao mesmo tempo, batalhadora e feliz!

"Ló", como era conhecida pelos mais próximos, tinha uma ótima memória em relação a cada familiar, mas, quando se tratava da sua própria idade... sempre dava aquela diminuidinha proposital.

Pernambucana, batalhadora e de pulso firme, era dona de um coração enorme e brincalhão. Extrovertida, pregava peças, escondendo objetos por diversão... Adorava uma boa bagunça. Também frequentava a igreja e divertia-se na cozinha, fritando bolinhos de chuva.

Viúva de Tony, deixou os filhos Gláucia, Luzinete e Wilson. Era apaixonada pelas netas.

Marta nasceu em Pernambuco (PE) e faleceu em Guarulhos (SP), aos 64 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela sobrinha de Marta, Damaris Martins. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Audryn Karolyne, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 4 de junho de 2020.