Sobre o Inumeráveis

Monica Barbosa

1985 - 2020

A mãe da Júlia era dessas pessoas com senso de organização como parte de sua identidade.

Mulher de muita fé e oração, Mônica carregou no ventre a mais bela herança: a filha Júlia, de quatro anos.

Ser mãe foi com certeza a maior alegria que ela experimentou e junto à menina criou lembranças coloridas e felizes.

Ela era assim, carinhosa e benevolente e estava sempre disposta a ajudar o próximo.

Moniquinha, como carinhosamente a chamavam, era casada com Chico Neto, e com ele construiu uma relação de cumplicidade e harmonia.

Era apaixonada pelo pai, Seu Martin e, pela dupla sertaneja Bruno e Marrone, que em uma das canções canta “Já não há razão pra não ser pra sempre”, uma verdade que agora se impõe aos seus familiares.

No futebol torcia para o Fortaleza. Das muitas lembranças que deixou, a concunhada Leila lembra-se da vez em que elas foram passageiras em uma viagem cuja motorista era recém-habilitada.

Divertida e espirituosa, ela soube viver grandes aventuras!

Monica nasceu em Fortaleza (CE) e faleceu em Fortaleza (CE), aos 35 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela concunhada de Monica, Leila. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Gabriele Ramos Maciel, revisado por Monelise Vilela e moderado por Rayane Urani em 31 de maio de 2020.