Sobre o Inumeráveis

Nevolanda de Oliveira

1956 - 2021

Será lembrada por sua disposição constante em animar as pessoas quando via que estavam tristes.

Durante a adolescência, Nevolanda decidiu sair do interior do Rio Grande do Sul, e mudar-se para a capital do Estado, em Porto Alegre, para trabalhar como diarista. Tranquila e gentil, ela conquistava as pessoas através do jeito sutil e delicado de se expressar.

Industriária, Nevolanda passou a vida dedicando-se ao trabalho para alcançar seus objetivos e conquistar seu bem-estar. Seu único filho, Jovane de Oliveira, conta que ela sempre trabalhou "para trazer as coisas para dentro de casa, para tentar dar uma vida boa para ela e para gente”.

O filho lembra das inúmeras horas que a mãe passava trabalhando durante sua infância, e que ela chegava em casa somente à noite. Jovane a esperava acordado. Certo dia, ao retornar de sua jornada na indústria, Nevolanda assustou-se ao ver o trinco da porta de entrada de casa se mexendo. Achou que alguém tinha invadido a residência… mas era seu pequeno filho brincando com a porta, enquanto aguardava o retorno da mãe.

Nevolanda oficializou, em 2007, a união estável com João Miguel de Oliveira. Os dois estavam juntos há cerca de quatro décadas. O desejo do casal de ter um filho era enorme e, após muitas tentativas, aos 40 anos de idade, ela deu à luz a Jovane.

O filho explica que tanto a mãe, quanto o pai, gostavam muito de praia e queriam conhecer diferentes lugares. Agora aposentada, Nevolanda desejava viajar e passar mais tempo com seu marido. Jovane pesquisava preços de viagens em cruzeiros para os dois. Ela também gostava de passar seu tempo livre regando as plantas e preservando sua horta ao redor da casa.

Carinhosa, dava abraços, tornava-se próxima, conversava e escutava cada um. Será lembrada, também, como uma inspiração: por nunca ter desistido, independentemente de qual tenha sido o desafio.

Nevolanda nasceu em Estrela (RS) e faleceu em São Leopoldo (RS), aos 64 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo filho de Nevolanda, Jovane de Oliveira. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Ângelo Gabriel da Silva Santos, revisado por Emerson Luiz Xavier e moderado por Rayane Urani em 2 de maio de 2021.