Sobre o Inumeráveis

Nivaldo Silvio Costa Ferreira

1973 - 2020

Foi um exímio atleta e policial militar mas, foi como representante do povo, que mostrou sua versão máxima.

Carinhosamente conhecido por "N. Costa", foi morar na cidade de Igarapé-Açu, quando ainda criança. Cedo teve seu primeiro filho: Adam Vitor, ele só o chamava de Campeão. Tempos depois, casou-se com Lene do Rosário com quem teve uma filha, chamada Eduarda. Muito religioso, assim como seus falecidos pais, Manoel e Maria Raimunda, aos domingos ia à missa com a família, sempre.

Apaixonado por esporte, marcou história como jogador de futebol e em maratonas. Além de atleta, foi locutor esportivo, ficando conhecido como "O moleque travesso".

Sempre presente nas atividades comunitárias, tornou-se um exemplar policial militar do estado do Pará. Foi condecorado com medalhas de honra ao mérito, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados na PM.

Após 24 anos servindo a corporação, deixou a função de policial militar, para assumir o cargo de vice-prefeito da cidade de Igarapé-Açu. Tempos depois, o prefeito da cidade foi afastado do cargo e N. Costa tornou-se então prefeito interino.

Conhecido por sua simplicidade e humildade, já quando prefeito ia de sandálias à feira e falava com todos de igual modo. Sempre muito brincalhão, adorava colocar apelidos carinhosos nos amigos.

Como prefeito, deixou um grande legado: que ainda se pode assumir, de forma honesta, um cargo público. Ele mostrava isso na prática, tornado-se assim, um ser especial para população daquele município.

Mas, foi lutando no enfrentamento contra a Covid-19, na tentativa de dar um suporte melhor à população, que acabou contaminado. Ao final de sua história, foi cortejado como um herói pela cidade onde habitava.

"Além de irmão, era meu protetor; após o falecimento de nossos pais, passou a assumir o papel de pai e de amigo, papel que fez com muita maestria", relata, carinhosamente, o irmão Ronilson.

Nivaldo nasceu em Maracanã (PA) e faleceu em Igarapé-Açu (PA), aos 47 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelo irmão de Nivaldo, Ronilson Ferreira. Este tributo foi apurado por Ricardo Pinheiro, editado por Lucas Cardoso, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 25 de junho de 2020.