Sobre o Inumeráveis

Norberto Eugênio Müller

1931 - 2020

Coronel gaúcho de mil histórias e profissões; dirigia caminhão aos 11 anos e era o pilar da família aos 89.

Coronel gaúcho vivendo no Rio de Janeiro.

Sempre acompanhado de seu chapéu em suas voltas pelo Jardim Botânico, para comer seu pão de queijo ou para o culto luterano dominical.

Foi piloto, artista, professor, mecânico, sargento especialista em controle de tráfego aéreo, representante comercial, gerente de mina de cobre, diretor de curtume, motorista de caminhão, educador físico, jogador de futebol e basquete... Viveu intensamente.

E se foi, no dia do seu aniversário de 89 anos, o último de muitas batalhas.

Durante a vida, sempre valorizou e se fez presente em diferentes ramos da família. Assim, deixa saudade em muitos, em diferentes pontos do país, mas principalmente em seus dois filhos e dois netos.

Se eternizam suas histórias e anedotas, seus valores e suporte e, sobretudo, nossa gratidão.

Norberto nasceu em Estrela (RS) e faleceu no Rio de Janeiro, aos 89 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Rayane Urani, a partir do testemunho enviado por neta Karin Müller, em 1 de maio de 2020.