Sobre o Inumeráveis

Orlando Gomes da Silva

1957 - 2020

Deus está se divertindo muito com a alegria de painho.

Orlando era a alegria em pessoa, contagiava quem estivesse por perto. Exemplo de homem, marido, pai, avô, tio, amigo. Foi uma pessoa digna, prestativa e honesta.

Sempre de bem com a vida, vivia intensamente cada minuto. Toda comemoração de aniversário virava o churrasco na laje do Seu Orlando.

Amava muito sua pedra preciosa, a esposa. Foram casados por 44 anos. Era uma união muito linda, parceria e companheirismo sem igual. Tiveram juntos três filhos e nove netos. Orlando amava sua família, sempre a preservou.

"Meu pai foi embora e com ele foi junto a nossa alegria, nossa razão de sorrisos espontâneos. Nossa família é o exemplo dos valores que o meu pai enraizou no nosso sangue. Sempre foi o amor. Hoje, estamos sofrendo muito pela ausência dele, mas tenho certeza que Deus está se divertindo muito com a alegria do meu grande herói, meu painho. Te amamos com todas as nossas forças, painho!", diz a filha Rosalia.

-

Um homem sempre disposto a ajudar, até mesmo a quem não pedisse.

Amigo e vizinho prestativo, transformou seu fusca em uma ambulância para levar muitas mulheres para a maternidade.

Adorava uma festa. Tudo era motivo de comemoração: o aniversário da esposa, dos filhos e netos, dos amigos, o Dia das Mães, Natal... Era mesmo um grande pé de valsa!

Rosângela, filha de Orlando, não tem dúvidas de que, como bom marido, avô e amigo, seu pai foi muito amado. "Painho, o senhor está fazendo muita falta", faz questão de deixar registrado.

Orlando nasceu em Recife (PE) e faleceu em Recife (PE), aos 62 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelas filhas de Orlando, Rosalia Maria da Silva e Rosângela. Este tributo foi apurado por Michelly Lelis, editado por Raiane Cardoso, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 23 de julho de 2020.