Sobre o Inumeráveis

Raimundo Monteiro Filho

1943 - 2020

Fosse contando piadas ou levando os netos para passear de carro, era mais que tudo um propagador de felicidade.

Outra alternativa da revisora para epitáfio: "Depois de uma vida vendendo de porta em porta, gostava mesmo é de ficar em casa e mimar os netos e bisnetos."

Era uma pessoa que vivia de bom humor. Sempre brincalhão, não gostava de ver ninguém triste, já ia logo arranjando um jeito de fazer as pessoas sorrirem.

Foi casado por quarenta anos com Dona Maria Luiza, e dessa união nasceram cinco filhos, muitos netos e também bisnetos.

Adriana lembra que quando ele chegava já ia logo distribuindo abraços. Fazia carinho nos cabelos, dava uma balançadinha na cabeça e dizia algo engraçado para movimentar o ambiente. Adriana também tem boas memórias de como era gostoso sair para caminhar com o pai. "Era muito carinhoso, não podia me ver aborrecida", conta a filha.

Era um avô como poucos, louco pelos netos. Gostava de reuni-los para contar muitas histórias e até piadas. Amava ver a garotada alegre e se divertindo. Isso sem contar os deliciosos passeios de carro pela cidade. Vovô Raimundo ia dirigindo feliz da vida com a criançada toda em sua companhia.

Muito caseiro, não gostava de viajar. Trabalhou muitos anos vendendo livros de porta em porta. Depois que se aposentou, gostava mesmo era de aproveitar o sossego da vida. Podia passar o dia inteirinho assistindo televisão - era seu passatempo preferido -, principalmente se estivesse passando um bom filme.

Raimundo apreciava uma boa comida, bem temperadinha, feita em casa. Seus pratos preferidos eram uma suculenta feijoada ou um mocotó preparado no capricho.

Deixa saudades esse homem cheio de alegria, que não tinha medo de nada e vivia para fazer a felicidade daqueles que amava.

Raimundo nasceu em São Luís (MA) e faleceu em São Luís (MA), aos 76 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de Raimundo, Adriana Efigênia Diniz Monteiro. Este tributo foi apurado por Ana Macarini, editado por Ana Macarini, revisado por Fernanda Ravagnani e moderado por Rayane Urani em 7 de julho de 2021.