Sobre o Inumeráveis

Rita de Cassia Cozzolino

1960 - 2020

Símbolo da generosidade, cuidar foi sua missão na Terra.

Professora de profissão, Rita era cuidado constante com todos que faziam parte de sua vida. Casada com Claudio Ferreira, seu amor, amigo e parceiro, mãe de três filhos, dois filhos biológicos e uma adotada — Bruno, Claudinho e Vitória — e muitos do coração, entre eles, os sobrinhos e Célio, amigo e funcionário. O sorriso e o estilo de vida de cuidados constantes com o corpo, a mente e com quem amava davam forma à mulher amiga, forte, dedicada, amável e realizada que Rita era no dia a dia.

Sempre pronta para ajudar, muito querida, solar e festiva, as reuniões de fim de semana e feriados com a família eram um dos seus programas favoritos! Nenhuma data passava batido por ela, que fazia questão de abrir as portas de casa e do coração para celebrar o que havia de melhor na vida, com todos.

Guerreira, otimista de carteirinha e sorridente, enfrentou a perda do filho Bruno e um câncer de mama com grandeza e de cabeça erguida! Sabia como ninguém dar a volta por cima, aliada ao amor que recebia da família e dos amigos!

Cuidar era sua missão na Terra: além de se dedicar à família que amava, o trabalho voluntário num hospital dava sequência ao seu amor ao próximo! "Ela fazia questão ser ser, de amar, de cuidar", é o que diz a esposa de um de seus amados sobrinhos.

Sempre disposta a fazer o bem, ajudou nos cuidados de que Júlia, uma das sobrinhas, necessitou quando esteve doente. Foi atrás de médicos, especialistas, do hospital, sem intermediários. E pra sua felicidade, depois de 17 dias de UTI, deu tudo certo!

Depois de cuidar e deixar sua marca de respeito e amor, Rita enfrentou uma nova batalha e descansou. A tristeza dos últimos dias foi amenizada pelo reencontro com o filho. Juntos, mãe e filho seguem unidos, olhando e protegendo a família que tanto amavam.

Rita nasceu em Magé (RJ) e faleceu em Botafogo (RJ), aos 59 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela esposa do sobrinho de Rita. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Weslley Carvalho, revisado por voluntário e moderado por Rayane Urani em 26 de maio de 2020.