Sobre o Inumeráveis

Ronaldo Bonello

1957 - 2020

Aham, cof, proott, e todas onomatopeias possíveis para um homem que levava no bolso, um lenço de assoar nariz.

Era ausente, emocionalmente limitado, atrapalhado.

Toda facilidade que tinha em lidar com coisas técnicas, lhe faltava na resposta às coisas do coração.

E ainda assim, tinha o maior coração do mundo. Não importa quanto mal as pessoas fizessem a ele, ou não retribuíssem seus atos de amor e fraternidade, ele não retrucava, não ia ao embate, se calava.

Porque não tinha inteligência emocional, ou simplesmente, porque era bondoso, até demais. Mesmo que não soubesse como demonstrar, mesmo que não falasse, mesmo que não estivesse lá, sentia, e era só amor.

Ronaldo nasceu em São Paulo e faleceu em São Paulo, aos 63 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Rayane Urani, a partir do testemunho enviado por filha Marilia Bonello, em 1 de maio de 2020.