Sobre o Inumeráveis

Salete Frozza Ferrarezi

1954 - 2020

Amava a família e gostava muito de cuidar dos animais. Em Jacir, encontrou companhia para todos os dias.

Salete era bondosa e amável. Adorava ajudar e acolher animais abandonados. Amava plantas e flores. A mulher mais trabalhadora e guerreira de todos os tempos.

Ao conhecer Jacir, 40 anos antes do seu falecimento, soube que teria nele uma companhia para sempre.

Construíram juntos uma família e fizeram amizades para sempre. Eram amigos dos sobrinhos, dos filhos e de todas as pessoas. Passaram por dificuldades e as superaram juntos. Adoravam os fins de semana, em que recebiam pessoas para almoços. Iam sempre à missa.

“A paixão da tia era ajudar animais abandonados. Quando me mudei, foi ela quem cuidou da minha tartaruga e, graças a ela, está viva e enorme até hoje. Ela adorava mimar a Beti, minha tartaruga. Sempre dava frutas picadas e banho. Tinha vários cachorros resgatados e também um papagaio”, lembra a sobrinha, Giovana.

Juntos, montaram uma casa para todos esses bichos e deixaram o legado na lembrança de muita gente. Transmitiam paz.

Salete e Jacir construíram muitas memórias.

Como Salete e Joacir nunca quiseram se soltar, nem mesmo a doença conseguiu separá-los.

Faleceram separadamente, mas um estava ligado demais ao outro.

Nas memórias, para sempre vão poder falar que aqueles dois souberam aproveitar a melhor coisa da vida: a companhia de quem se ama.

Para conhecer a história de Joacir, visite o memorial dedicado a ele: Jacir José Ferrarezi.

Salete nasceu em Vargeão (SC) e faleceu em Castanhal (PA), aos 66 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela sobrinha de Salete, Giovana Camera Pimenta. Este tributo foi apurado por Samara Lopes, editado por Josué Seixas, revisado por Lícia Zanol e Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 4 de junho de 2020.