Sobre o Inumeráveis

Sílvio Nazário dos Santos

1955 - 2020

Amante das artes, atencioso e sempre disposto a ajudar, era comprometido com tudo que fazia.

A história de Sílvio Nazário dos Santos passa por uma grande amizade, iniciada em 2008. Foi no serviço da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo do Rio Grande do Sul (FASE/RS) que Juliano Andrade teve a oportunidade de conhecer Sílvio. “Ele era uma pessoa maravilhosa. Nossa amizade se tornou um laço fraternal, tipo pai e filho”, conta ele.

Sílvio era engraçado, divertido e inquieto, sempre atencioso com todos e disposto a ajudar. “Comprometido com tudo que fazia, é uma referência que sempre vou levar comigo aonde eu for”, acrescenta.

Era também um amante das artes plásticas, às quais se dedicava. “Sensacional, dinâmico e encantado por suas artes. Infelizmente teve que partir, mas seu legado há de permanecer.”

Sílvio nasceu em São Sebastião do Caí (RS) e faleceu em Osório (RS), aos 65 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo amigo de Sílvio, Juliano Andrade. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Elias Ambieda de Vargas, revisado por Paola Mariz e moderado por Rayane Urani em 1 de outubro de 2020.