Sobre o Inumeráveis

Valéria Afô Navarro Nascimento

1967 - 2020

Juntando tesouros no céu.

Uma mulher forte e de fé. Uma irmã presente e amiga maravilhosa. Inquieta, exagerada, doce e ao mesmo tempo feroz. Determinada, workaholic, educadora! Deixa saudades e grandes ensinamentos. Suas palavras ecoam diante de situações. Seu sorriso e bom humor com ar de inocência marcaram a quem conviveu com ela. "Obrigada por tudo, Val!", agradece a amiga Karina.

-
A marca registrada de Val era sua gargalhada, alta e vigorosa. Conheceu o marido Marcone, há cinco anos, pelo Facebook, e desde então era só sorrisos.

Nunca deixou de lado sua paixão por ensinar matemática, era uma eterna pesquisadora de novas possibilidades e modelos para ajudar aqueles com dificuldade. Não aceitava a ideia de que alguns estudantes não são capazes de aprender. Explicava até que o aluno conseguisse entender todo o conteúdo, sempre com palavras e ações motivacionais. “Escolhi a matemática justamente porque os alunos não gostam, queria mudar isso”, costumava dizer.

Até seus últimos dias, mesmo com a interrupção das aulas, continuou trabalhando na escola, organizando demandas referentes à merenda e ensino à distância, e foi lá que se contaminou.

Um traço em sua personalidade divertia a todos. Era consumista: não resistia a bolsas e roupas. Também não se incomodava em gastar em restaurantes. Sua justificativa: “Não quero juntar tesouros na Terra, quero juntar tesouros no céu”.

Valéria nasceu São Paulo (SP) e faleceu Guarulhos (SP), aos 53 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Ticiana Werneck, em 9 de maio de 2020.