Sobre o Inumeráveis

Wilson Berto

1953 - 2020

Realizou o sonho de eleger-se vice-prefeito de Jaci. Comemorou como nunca.

Aquele que não reclamava de nada. Assim era Wilson, mais conhecido como Rolinha, apelido que ganhou quando jovem, pela fascinação com esses passarinhos.

Simples, honesto, bondoso e carismático, encantava todos por onde passava. Foi bancário, político e prestador de serviços. Fez história. Contou história. Ficou para a história.

Irmão mais velho que fez papel de pai, amigo, confidente, conselheiro. Um homem digno. Esposo inexplicável, igual não tinha. Cuidou da mulher a vida toda, na saúde e na doença, em todos os dias de sua vida. Cumpriu, ao longo de cinquenta anos, o que prometeu no dia do casamento.

Adorava uma cerveja, uma cachaça, fosse no boteco ou na varanda de casa. "Ficava bêbado? Não. Vermelho!", conta a sobrinha Beatriz.

Realizou seu grande sonho. Foi eleito vice-prefeito de sua cidade natal. Sorriu, festejou. Aproveitou cada minuto como se fosse o último.

"O sorriso fascinante daquele que tinha medo de dentista agora vai brilhar no céu, como uma estrela", diz a sobrinha. Estrela que guiará a todos que fizeram parte de sua história, principalmente a mulher, os três filhos e os cinco netos.

Wilson nasceu em Jaci (SP) e faleceu em Jaci (SP), aos 67 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela sobrinha de Wilson, Beatriz de Paula Ambrizzi. Este texto foi apurado e escrito por jornalista Beatriz de Paula Ambrizzi, revisado por Fernanda Ravagnani e moderado por Rayane Urani em 29 de junho de 2021.