Sobre o Inumeráveis

Adjair Escobar da Costa

1955 - 2020

Homem honesto e pai presente, tinha sempre histórias da vida para contar.

Ele já era avô; sempre foi responsável e trabalhador, nunca deixou faltar nada à mesa para os sete filhos. Era adepto do "barriga cheia, sempre".

Trabalhou em diversas áreas e conquistou seus objetivos com suor e muita batalha. Foi o presidente do sindicato dos hoteleiros do Amazonas, era um homem inteligente e dominava qualquer assunto.

Escobar não perdia uma sexta-feira de futebol com seus amigos, adorava uma cervejinha no final de semana com a família. Seu time do coração era o Fluminense e ele guardava uma mala cheia de itens variados do tricolor carioca.

A filha Adjany conta que o pai era engraçado e morria de ciúmes dela. "Ele também amava um brega, mais especificamente o Amado Batista".

"É com muita saudade e dor que faço esta homenagem, pai. Te amo pra sempre!"

Adjair nasceu em Manaus (AM) e faleceu em Manaus (AM), aos 64 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Adjair, Adjany Jamyly Barroso da Costa. Este texto foi apurado e escrito por Lígia Franzin, revisado por Ana Macarini e moderado por Rayane Urani em 29 de dezembro de 2020.