Sobre o Inumeráveis

Alice Mendonça Câmara

1934 - 2020

Enquanto ela estiver viva no coração de alguém, nunca morrerá.

Mais conhecida como "Dinha", Alice foi uma mulher devota a todos que amava.

Não deu à luz a filhos biológicos, mas soube ser luz e iluminar a vida daqueles que a conheciam. Dedicou seu tempo e doou amor a Luiz Henrique, sobrinho que criou. Mais tarde, cuidou e tratou os filhos de Luiz como se fossem seus netos.

Amava cozinhar e jamais dizia "não" para quem a pedisse um delicioso strogonoff ou pães de queijo para o café da tarde. Sempre bem humorada, adorava contar as histórias que vivenciou.

Brincava muito com o neto do coração, Luiz Henrique Junior, que gostava de irritar vó Dinha. Mas ela, com toda sua sabedoria, dava um jeito de gargalhar e levar na esportiva.

Amou e foi muito amada. Teve fé, um belo coração e até um bisneto: Luiz Fernando. Sua vida foi rodeada de Luizes.

"Ela jamais será esquecida e viverá eternamente através de tudo que nos ensinou até o último dia em que esteve conosco." diz Francieli.

-
Alice, conhecida como Dinha, era uma mulher humilde, de muita fé, que sempre dividiu com todos as suas orações.

Paciente, amorosa (e até um pouco teimosa), não teve filhos. Mas criou o sobrinho, Luis Henrique, como um.

Adorava dividir com todos uma história dele que, quando criança, pediu para que ela entrasse dentro de um tambor, para guarda-la, para sempre, junto dele.

Foi uma grande cozinheira, mas o que fez de melhor mesmo neste mundo foi cuidar das pessoas que viveram junto dela.

Alice nasceu Araguari (MG) e faleceu São Paulo (SP), aos 85 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Gustavo Kosha, em 15 de maio de 2020.