Sobre o Inumeráveis

Aline Camargo

1981 - 2020

Um trio elétrico em forma de mulher com rosto de menina. "Tenho três netos!", surpreendia todos ao dizer.

"As Alines" se conheceram por meio da filha de Aline Camargo, Larissa. Aline Rodrigues trabalhava como assistente social na "Arte pela Vida", uma entidade que fazia um trabalho de parceria com a universidade local, a fim de garantir bolsas de estudo universitário aos jovens lá atendidos.

Larissa já não fazia mais parte da entidade quando a universidade liberou mais três bolsas de estudo integrais. Então, Aline Rodrigues foi atrás desses três futuros candidatos para preencher as vagas remanescentes.

Quis o destino que uma das jovens indicadas fosse Larissa. Àquela época, isso foi em 2016, Larissa trabalhava em uma sorveteria e ficou radiante com a possibilidade de cursar a faculdade de Direito. Encantou-se pela força, alegria, energia e garra de sua xará.

Os laços de afeto se fizeram rapidamente e perduraram com o passar do tempo; no ano de 2019, Aline lembra que passaram juntas a tarde do dia de Natal e que, desde que se conheceram, o convívio se tornou cada vez mais constante, o que possibilitou nascer, entre as duas, uma verdadeira relação de companheirismo.

Aline teve mais três filhos além de Larissa: Pablo, Maria Paula e Marcos. E mesmo sendo tão jovem, já estava com três netos: Aghata, Bryan e Sophia. Formou essa linda família com seu marido Marcos, companheiro de uma vida.

Fosse pelas redes sociais, por mensagens e até em encontros marcados ou casuais, Aline Camargo era dessas pessoas que não economizam simpatia. Era uma figura querida demais por sua alegria, sua personalidade extrovertida e seu carisma; ao encontrar conhecidos na rua, tocava a buzina do carro, acenava e fazia questão de oferecer sua atenção.

Além de esbanjar essa energia e alegria de viver, estava sempre muito bem-arrumada, fosse para trabalhar, passear ou para uma simples ida ao mercado. Era vaidosa que só, uma estrela cujo brilho não passava despercebido.

A amizade foi ainda mais fortalecida entre "As Alines" quando Larissa voltou à entidade "Arte pela Vida" após iniciar os estudos na Faculdade de Direito; agora como voluntária, Larissa dava aulas de música para as crianças atendidas — foi uma forma legítima de retornar o amor ao lugar que a havia acolhido antes e por intermédio do qual agora realizava seu sonho de se formar advogada. Era muito comum Aline Camargo levar e buscar Larissa no "Arte pela Vida", muitas vezes levando consigo a neta, por quem era completamente apaixonada.

Aline Rodrigues descreve os encontros com sua querida amiga como "uma verdadeira festa onde nunca faltavam assuntos e boas risadas", e continua: "era tão prazeroso estar com ela e ela emanava tanta energia e vitalidade que, quando adoeceu e precisou ser internada, eu tinha certeza de que seria apenas mais uma história pra lembrar depois, eu tinha certeza de que ela voltaria... Foi um choque enorme perdê-la!"

Larissa ainda conta uma lembrança muito boa que guarda da mãe: "Uma vez, no aniversário dela, em 2018, combinamos de ninguém dar os parabéns pra ela, pra fazer surpresa. Foi chegando a noite, ela achou que não ia ter nada, nenhuma surpresa. Quando, de repente, a família toda e os amigos entraram em casa; ela ficou toda contente, até chorou de emoção. Foi um dia muito mais que especial, ela adorava surpresas e ganhar presentes. Minha mãe era mesmo um trio elétrico ambulante!"

Aline nasceu em Tatuí (SP) e faleceu em Sorocaba (SP), aos 39 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela amiga e filha (respectivamente) de Aline, Aline Rodrigues e Larissa Camargo. Este tributo foi apurado por Ana Macarini, editado por Ana Macarini, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 19 de outubro de 2020.