Sobre o Inumeráveis

Alzira Delgado Montenegro

1924 - 2020

Sobre histórias de fortaleza.

Alzira, mulher forte. Viúva duas vezes, perdeu dois filhos, restando-lhe apenas um. Apesar disso, continuou a dar amor. A distribuir histórias saborosas como as de suas visitas à Portugal, ou as travessuras com os irmãos quando pequena. Narrava tudo sempre acompanhada de seu cálice de vinho do Porto. Quando o Alzheimer bateu à porta, Alzira sentiu suas memórias se despedindo. Foi firme até o fim, cercada pelo amor das filhas adotivas, netos e bisnetos, que hoje repetem suas histórias.

Da neta, Danyelle Delgado Viana.

-
Ela era um abraço que nunca terminava.

Era tão generosa com todos, tão generosa com a com vida. Ela parecia um abraço tamanho o acolhimento que oferecia a todos. Seu tempero era o melhor do mundo. Ninguém cozinhava como ela. Deixou muito amor, belos exemplos e uma saudade enorme.

Da neta, Lorenna Costa Montenegro.

Alzira nasceu Belem (PA) e faleceu Belém (PA), aos 96 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Ticiana Werneck, a partir do testemunho enviado por netas Danyelle e Lorenna, em 2 de maio de 2020.