Sobre o Inumeráveis

Antonio Carlos Possamais

1949 - 2021

O tomateiro que semeou já dá frutos e é um regalo, assim como todas as suas brincadeiras e todos os seus ensinamentos.

Na verdade, o Sr. Antonio era, para todos, o Kalu: um homem ímpar, do qual não tinha quem não gostasse. Era brincalhão e invariavelmente estava de bom humor, principalmente após ter sido transplantado com um novo rim, no início da década de 2000. Kalu pensou, então, ter ganho uma segunda chance de vida — para ele, claramente foi uma oportunidade divina para que conhecesse os netos, que passaram a ser sua grande paixão. Palmeirense nato, passou aos quatro filhos e a dois de seus quatro netos esse fascínio pelo Palestra. Para contrariar e zoar o avô, os outros dois diziam-se corintianos roxos.

Por toda a vida trabalhou como motorista e foi exemplo de filho, marido e pai. Quando se aposentou, sua rotina preferida era arrumar os apetrechos e sair para pescar. Com o início da pandemia em 2020, ficou recluso em casa por conta de algumas comorbidades e privou-se do hobby preferido. Encontrou, então, outra atividade dentro da própria casa: iniciou uma pequena horta que deixou de herança aos netos.

Os cães que deixou e toda a família — seja a parte alviverde ou a alvinegra — sentem muito sua falta; por eles, Kalu tinha um amor incondicional. Deixou no coração de todos os familiares a dor de sua ausência, mas deixou também a gratidão por terem tido contato com uma pessoa tão espetacular.

Antonio nasceu em São Caetano do Sul (SP) e faleceu em São Paulo (SP), aos 72 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelas filhas de Antonio, Ana Claudia e Analu Possamais. Este texto foi apurado e escrito por Lígia Franzin, revisado por Débora Spanamberg Wink e moderado por Rayane Urani em 8 de janeiro de 2022.