Sobre o Inumeráveis

Antônio Everaldo Pinho de Lima Júnior

1981 - 2020

Com seu jeito gladiador, entrou solteiro no hospital para fazer uma cirurgia e saiu de lá casado.

Josua, como era chamado pela família, era auxiliar administrativo.

Evangélico, sempre frequentava os cultos com a família. Era um filho muito apegado aos pais, sempre que podia, ia visitá-los. Era o único homem dentre os três filhos de Maria Paulina e Antônio Everaldo: Icya, Liciana e ele.

Alegre e muito ativo com os amigos e parentes, sempre mantinha contato com todos, como lembra a prima Renata. “Mesmo distante de alguns familiares, fazia questão de ligar, mandar mensagens animadoras e de carinho”.

Charmoso e atraente, teve um problema na coluna e precisou passar por uma cirurgia. Ficou um tempo com dificuldade para andar, “mas isso nunca foi um problema para ele, sempre animado e com autoestima para cima”, recorda a prima. Com seu jeito gladiador de ser, entrou no hospital para operar solteiro e, saiu de lá praticamente casado com a, até então, enfermeira que cuidou dele. Na verdade, Josua fez de sua enfermeira, a sua namorada, a sua esposa e, posteriormente, a mãe de seus filhos.

Josua sempre tinha o hábito de falar em suas mensagens: “te amo” — duas palavras, cinco letras e um sentimento infinito pelos entes queridos.

Antônio nasceu em Monte Alegre (PA) e faleceu em Macapá (PA), aos 39 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela prima de Antônio, Renata de Lima Paulino. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Mateus Teixeira, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 29 de agosto de 2020.