Sobre o Inumeráveis

Antônio José da Silva

1955 - 2020

Um incansável cuidador, sempre pronto pra ajudar quem precisasse.

O vovô da Julia e da Lívia era tapeceiro. Quem conversava com este pernambucano percebia o quanto ele era informado e culto e não acreditava que ele havia estudado apenas até a 4ª série.

Seu pai teve Alzheimer e sua mãe era cardíaca. Para cuidar deles, construiu sua casa bem pertinho e assumiu tudo. Banho, comida, cuidados. Era tudo por conta dele. Quando sua esposa também adoeceu, ele já sabia o que fazer: cuidou dela com todo o amor do mundo e ela, mesmo sem sair da cama, estava sempre cheirosa e arrumada.

Teve duas filhas com a esposa Josefa, mas foi o pai exemplar de 6 crianças. Além de Valéria e Bruna, criou ainda mais quatro sobrinhos com o mesmo amor. E todos ainda o chamam de pai e sentem sua falta quando precisam de ajuda. “Ele tinha prazer em ajudar a todos. Era pau pra toda obra”, conta Valéria.

Dizia que era um homem de muita sorte porque tinha uma mulher maravilhosa, duas filhas, netas e ainda um genro a quem só tinha elogios. Era feliz e agradecido a Deus e não podia pedir mais nada, pois isso, para ele, era tudo. Sua última mensagem para a filha Valéria foi “tá bom, filha. Fica com Deus. Um beijo”.

Sua neta Lívia, que é cantora lírica, arrancava lágrimas do vô orgulhoso quando soltava a linda voz de menina. E é ela quem ainda sente a presença do vovô na brisa leve que de vez em quando toca seus pés e acalma seu coração.

Antônio nasceu em Altinho (PE) e faleceu em São Paulo (SP), aos 64 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Antônio, Valéria Guedes de Carvalho. Este texto foi apurado e escrito por Daniela Serres, revisado por Gabriela Carneiro e moderado por Rayane Urani em 8 de junho de 2020.