Sobre o Inumeráveis

Aparecido Vieira Machado

1948 - 2020

Adoçava a vida de quem encontrava quando oferecia as balinhas que carregava em seu bolso.

Temente a Deus, um homem adorável que deixou muitos ensinamentos maravilhosos e foi um exemplo de pessoa. O que mais amava fazer era cuidar da sua família, dos irmãos e de servir a Deus. Muito carinhoso, uma pessoa incrível que estava sempre com um sorriso largo no rosto, contagiando todos a sua volta. Esposo companheiro e amigo.

Honesto e fiel, pagava todas as suas contas em dia e ficava nervoso se acabasse esquecendo de acertar alguma.

“Eu gostava de tê-lo por perto, me sentia a nora mais amada do mundo, ele me paparicava, mimava meus filhos e se orgulhava do meu esposo”, ressalta Cristiane, sua nora. Ela também conta que o sogro sempre falava “Oh, meu negão! Eu vou indo, fica com Deus, tá?”, quando se despedia e, quando achava algo bonito, dizia para sua esposa: “Meu amor, olha que coisa linda”.

Quem dera fosse só um pesadelo e que tudo voltasse ao normal. Embora, daqui para a frente, nada mais seja como antes, a despedida nos faz lembrar que, independentemente de qualquer coisa, estaremos sempre juntos. Ganhamos um anjo particular no Céu, saudades eternas do muito amado Aparecido.

Aparecido nasceu no Paraná e faleceu em São Paulo (SP), aos 71 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Bianca Ramos, a partir do testemunho enviado por nora Cristiane Lucy Pereira, em 11 de maio de 2020.