Sobre o Inumeráveis

Aparício Carlos do Nascimento

1941 - 2020

São paulino e fã de Paulinho da Viola. Grande ex-jogador de futebol que amava dar suas aulas de matemática.

Em todos os locais que ele chegava, os amigos faziam sempre o mesmo pedido: “Balú, conta aquela piada?” Eles queriam ouvir as mesmas histórias, contadas como se fosse a primeira vez.

Aparício Carlos do Nascimento era o Palú, desde criança, que virou Balú. Querido no bairro da Vila Monumento, em São Paulo, onde nasceu, cresceu e morou até o fim da vida.

Era conhecido por ter sido um grande jogador de futebol e exibia com muito orgulho as fotos dos times que defendeu. São Paulino, sempre dizia: “Se és São Paulino, Deus te abençoe, se não és, Deus te perdoe”.

Amava a engenheira elétrica, dar aulas de matemática e ficava indignado que os alunos só o procuravam no fim do ano letivo, quando ficavam de recuperação. Amava a esposa, filhos, netos, sobrinhos e irmãos, e tinha um grande cuidado com toda a família.

Muito inteligente e dono de uma excelente memória, Aparício fez questão que todos os filhos e netos estudassem e sempre dizia que o conhecimento levava ao sucesso.

São paulino, portelense e fã de Paulinho da Viola. Fez bodas de ouro com Maria Cecília, comemorou numa festa íntima, intensa, com filhos e netos. Foi a penúltima vez que estiveram juntos.

Aparício nasceu em São Paulo (SP) e faleceu em São Paulo (SP), aos 79 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela esposa e filhos de Aparício, Maria Cecília Oliveira do Nascimento, Ana Paula do Nascimento Santos, Maria Adriana Nascimento de Oliveira, Aparício Carlos do Nascimento Júnior e Marco Aurélio Oliveira do Nascimento. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Juliana Vieira, revisado por Gabriela Carneiro e moderado por Rayane Urani em 20 de junho de 2020.