Sobre o Inumeráveis

Armando dos Santos Rego

1935 - 2020

Era um português comprometido em tudo que fazia. Registrava suas memórias ao contar e repetir histórias.

Esta é uma carta de Nubia Martins dos Santos para o seu sogro, Armando dos Santos Rego:

Ele não era só meu sogro, ele foi um pai pra mim. O senhor Armando foi um ser humano exemplar! Pude conviver bem de perto com ele quando saí do trabalho.

Ele tinha Alzheimer e, devido ao avanço da doença, passei a acompanhá-lo em sua rotina diária. Almoçávamos juntos: ligava para mim todos os dias para convidar para o almoço, bem bonitinho. Eu o levava ao médico, dentista, mercado, banco e em todos os lugares que fossem necessários.

Adorava contar histórias, principalmente de Portugal, sua terra natal, Castro Vicente. Falava-me sobre sua infância e, em suas histórias, demonstrava muito amor por seus pais, irmãos e familiares. E como eu adorava escutar tudo aquilo! Repetia várias vezes as mesmas coisas que já havia dito, mas eu fingia que ele estava me contando pela primeira vez. Eu sabia que, agindo assim, faria bem pra ele e não o contrariava.

Sempre dizia que o Brasil foi uma terra maravilhosa, que o acolheu muito bem. E foi aqui no Brasil que ele trabalhou muito e sempre bastante comprometido no que fazia, levava consigo o ditado: "Quem tem tenda, tem que atender!" Conquistou muitas coisas com seu esforço e eu o admirava muito por isso!

Ele era adorável, muito bonzinho, dono de uma educação fora de série! Vaidoso! Não saía de casa sem seu gel no cabelo e seus sapatos tinham que brilhar!

Sua cantora predileta era a portuguesa Amália Rodrigues. Eu colocava pra tocar no meu celular e ele sorria pra mim. Também era fã do Elvis Presley.

Fica aqui a minha homenagem com palavras de carinho e passando um pouco para as pessoas o quanto o senhor foi especial e único! Nosso portuguesinho que lutou 32 dias pela vida e mostrou ser um grande guerreiro! Mas é Deus que sabe de tudo e, infelizmente, o senhor se foi em um domingo lindo e ensolarado.

Vai em paz e descanse nos braços do Senhor! Continue com seu bom papo, bom humor e encanto aí no céu, agora olhando por todos nós!

Te amarei pra sempre senhor Armando, obrigada por tanto!

Armando nasceu em Castro Vicente (Portugal) e faleceu em São Paulo (SP), aos 85 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela nora de Armando, Nubia Martins dos Santos. Este texto foi apurado e escrito por Gabriel Rodrigues, revisado por Lígia Franzin e moderado por Phydia de Athayde em 9 de outubro de 2020.