Sobre o Inumeráveis

Bernardo Cardoso Júnior

1949 - 2020

Um homem que amava a vida e o que ela proporcionava: música, festa, forró, família e amigos.

Um homem que gostava tanto de festa, mas tanto... que trabalhava fazendo uma festa toda terça-feira para um grupo da melhor idade.

O trabalho então virou diversão. Ele amava forró.

E, quando tudo acabava, ainda sobrava alegria para uma outra paixão: cantar. Passava horas cantando aquelas músicas antigas, hoje consideradas clássicas, como "Quem Eu Quero Não Me Quer", de Núbia Lafayette.

Trabalhou durante vinte anos no Banco do Estado do Piauí.

Tinha um orgulho enorme das filhas Jayra, Janaina, Juliana e Jaqueline - adorava apresentá-las por onde andava.

Sempre foi um pai presente. Era, literalmente, um presente!

Por se preocupar com a saúde das filhas e dos amigos, não quis visitas ao ser internado. Era preocupado também com a própria saúde e, por isso, alimentava-se de maneira saudável, fazia caminhadas e visitas regulares ao médico.

Os amigos da maçonaria prestaram uma última homenagem: Acompanharam o cortejo desde o hospital.

"Para nós, fica a certeza de que: 'o corpo de quem vai e a alma de quem fica foram abatidos', e que ele era realmente muito querido!", concluem suas filhas.

Bernardo nasceu em Luzilândia (PI) e faleceu em Teresina (PI), aos 70 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pelas filhas de Bernardo, Jayra, Janaina, Juliana e Jacqueline. . Este tributo foi apurado por Janaina Dias, editado por Marcia Horacio Barbosa, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 1 de junho de 2020.