Sobre o Inumeráveis

Carmelio Francisco

1953 - 2020

Tatá Guaçu honrava sua família e orgulhava-se de pertencer ao povo Tupiniquim.

Homem de poucas palavras, Carmelio mostrava orgulho de sua origem tupiniquim e dos costumes do povo indígena. O cacique era um dos mais velhos de 12 irmãos e foi exemplo de pai, marido, filho, irmão e tio.

Muito amado, Tatá Guaçú - seu nome indígena - era filho de pescador. Seus pratos preferidos eram peixe assado e moqueca.

Sobre o povo Tupiniquim:

Os tupiniquim, também chamados tupinaqui, topinaqui e tupinanquim, pertencem à nação tupi e viviam no sul da Bahia e no litoral de São Paulo, entre Cananeia e Bertioga, na serra desta região. Em 1500, a etnia se deparou com a esquadra portuguesa de Pedro Álvares Cabral. Os tupiniquim falam somente o português e tinham uma população de 2630 pessoas em 2010. Atualmente, vivem no município de Aracruz, no norte do Espírito Santo.

Carmelio nasceu na Aldeia Pau Brasil, Aracruz (ES) e faleceu em Vitória (ES), aos 66 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela sobrinha e pelo filho de Carmelio, Alice Francisco e André pazeto Francisco. Este tributo foi apurado por Marcelo Peixol, editado por Aline Khouri, revisado por Daniel Schulze e moderado por Rayane Urani em 16 de agosto de 2020.