Sobre o Inumeráveis

Efigênia Raquel Gonçalves Crispim

1962 - 2020

Era o "pintassilgo" da família, cheia de exuberância, energia e entusiasmo para viver a vida.

"Quero voltar para Minas", sempre dizia tia Denga ou Gena, como carinhosamente lhe chamavam seus sobrinhos. Mineira de nascimento e paulista de coração, Efigênia ficou nas terras que garoam por mais de trinta anos.

Entre sorrisos, alegrias e a batalha do dia a dia, nunca deixou de sonhar voltar para a terra natal. Sonho acordado, que se realiza lutando, junto ao marido e filhos.

Irmã caçula, mãe, avó, esposa, tia, melhor amiga. Tanto fazia o papel que tia Denga estivesse desempenhando, era uma mulher maravilhosa em todos eles, uma mulher de muito caráter e força.

Era o "pintassilgo" da família, cheia de exuberância, energia e entusiasmo para viver a vida. E como toda ave colorida, que uma hora ou outra abre as asas e alça novas alturas, tia Dega agora voou e voou ao encontro do Senhor.

Vai em paz, que Deus te espera e recebe com todo amor.

Efigênia nasceu em Ipaba (MG) e faleceu em Diadema (SP), aos 57 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela sobrinha de Efigênia, Aline Luz Pascoal. Este tributo foi apurado por Malu Marinho, editado por Ana Squilanti, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 27 de julho de 2020.