Sobre o Inumeráveis

Ewerton Barata Lima

1971 - 2020

O dono do inesquecível “Lima Conveniência”.

Ewerton sempre estará em lindas recordações como um homem íntegro, alegre e falante.

Adorava a vida e a família!

Festejar seus aniversários era questão de honra. Não importava quanto fosse gastar. Queria sempre oferecer o bom e o melhor para os amigos.

"Meu amor, descanse em paz! Vou tomar conta dos nossos bens mais preciosos: nossas filhas Iasmyn e Carol. Obrigada por compartilhar esse tempo de vida comigo. Te amaremos para sempre!", agradece a esposa Darlete.

Testemunho enviado pela esposa de Ewerton, Darlete Bastos. Este texto foi editado por Noêmia Maués e revisado por Didi Ribeiro.

-
Ele era apenas uma criança adulta! Adorava comemorar seu aniversário, planejava o ano todo. Como uma criança, esperava pelos familiares e amigos. Fazia questão de mostrar os presentes no dia seguinte. Era um dos momentos mais felizes da sua vida. Já era tradição!

A comemoração era dupla, pois era também véspera do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, momento muito esperado por todos os familiares, amigos e vizinhos.

"Ele se foi deixando muita saudade pra todos nós. Deus sabe do nosso amor!", declara a irmã Eleissandra.

Testemunho enviado pela irmã de Ewerton, Eleissandra Lima. Este texto foi editado por Noêmia Maués e revisado por Didi Ribeiro.

-
As filhas Iasmyn e Carolyne, dois dos muitos amores de Ewerton, só são elogios em memória do pai, o paraense mais querido pelos amigos, pela esposa Darlete, sua companheira-amiga amada de vida, e pelos inúmeros frequentadores do “Bar do Lima”, uma grande realização que o enchia de orgulho. Reduto de encontros, de dias felizes e momentos de festa, o bar era sua paixão. Trabalhava dia e noite, sempre disposto e realizado.

Além do amor do tamanho do mundo pelo negócio e pela família, a vida era o seu ponto de luz: apreciava bons momentos, as viagens com a família e amigos, e passar o tempo livre na piscina, uma conquista recente, nos dias de lazer e folga.

Amabilíssimo, as duas filhas e Loly, a cachorrinha com quem tinha uma relação de completa amizade, parceira de muitos momentos, elevavam sua melhor virtude: amar sem moderação. Pai amoroso, dedicado e bom amigo, movia céus e montanhas para ajudar as filhas. Ewerton era um superpai, um grande homem!

Sem falar de seu bom humor. Feliz e simpático, tratava os amigos por apelidos carinhosos. Carinho também mantinha o casamento de 30 anos com a esposa, com quem vivia de mãos dadas e partilhava inúmeros programas juntinhos.

Amor, carinho, felicidade, força e coragem são as marcas registradas que marcaram a todos. "Ele foi a pessoa mais amada do mundo em vida". É assim que Iasmyn, em nome da mãe, da irmã e dos muitos amigos, saúda a vida do pai, um homem inigualável, único, inesquecível. Ele era "o cara".

Ewerton nasceu em Belém (PA) e faleceu em Belém (PA), aos 49 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Ewerton, Iasmyn. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Weslley Carvalho, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 26 de maio de 2020.