Sobre o Inumeráveis

Francisca Maria dos Santos

1946 - 2020

Uma mulher de luz e muita garra, que não desistiu de ser feliz.

Francisca, no início de sua juventude, trabalhou muito para ajudar no seu sustento. Nessa época, teve o seu primeiro namoro, que não deu certo. Desiludida, acabou engravidando. Teve uma filha e, sem nunca revelar a identidade do pai, infelizmente precisou entregar a bebê para outra família criar, já que no seu trabalho como doméstica não aceitavam a criança.

Conseguiu comprar sua casa depois de trabalhar muitos anos como costureira. Quando conseguiu, a casa foi incendiada e ela teve que recomeçar novamente sua luta.

Conseguiu novamente. Ficou feliz, mas logo a seguir, ao receber um diagnóstico de diabetes, começou outra vez sua luta pela vida e, então, a depressão tomou conta de Francisca.

Seu estado se agravou e ela teve que sair de sua casa para morar com a irmã, em Teresina. Sua irmã, de 76 anos, cuidou dela mesmo sem ter condições físicas para isso.

Durante esse tempo, passou por várias internações e sempre conseguiu ficar bem, mesmo com a depressão e outras comorbidades, até ser diagnosticada com Covid-19.

Francisca era muito prestativa, gostava de ajudar. Era capaz de ficar com fome e tirar do seu próprio sustento para doar aos outros. Muitas vezes, ficava fora de sua casa por vários dias para ajudar outras pessoas até mesmo em hospitais, pessoas com quem nem tinha tanta intimidade...

Francisca foi luz em meio a tantas dificuldades.

"Desejei muito que fosse diferente, porque ela não merecia partir dessa forma", lamenta a sobrinha Márcia.

Francisca nasceu em Campo Maior (PI) e faleceu em Teresina (PI), aos 73 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela sobrinha de Francisca, Márcia Cristina dos Santos Costa. Este texto foi apurado e escrito por Rayane Urani, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 31 de julho de 2020.