Sobre o Inumeráveis

Francisco Azevedo

1948 - 2020

Alguém que trabalhou e amou todos "até o tucupi."

O seu Francisco, mais conhecido como seu Chico, era um homem trabalhador, simples, de poucas palavras, mas repleto de amor.

Estudou pouco, não porque não quisesse, mas porque a vida exigiu que ele assumisse responsabilidades ainda muito pequeno. Quando sua mãe faleceu, ele tinha apenas 8 anos, e teve que ser criado pela avó. Foi o filho mais velho dos homens e, por necessidade, precisou ajudar no sustento da casa e trabalhar desde criança.

Foi ferreiro e nos contava, orgulhosamente, que havia feito as ferragens do antigo Estádio Vivaldo Lima - atual Arena da Amazônia - quando mostrava os registros das fotos da época.

Depois, tornou-se o Chico do Tucupi. Ficou conhecido nas feiras da Alvorada 1 e 2. Criou seus 4 filhos trabalhando com as vendas de seu tucupi. Ele preparava o melhor molho de tucupi de Manaus.

Deixou 4 filhos e 8 netos. Não pôde se despedir dos vizinhos, dos amigos e nem dos familiares.

Obrigada por ter nos amado, todos os dias, “até o tucupi.”

Francisco nasceu Manaus (AM) e faleceu Manaus (AM), aos 72 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Vitória Freire, a partir do testemunho enviado por filha Eriana Azevedo, em 13 de maio de 2020.