Sobre o Inumeráveis

Francisco Fernandes Caminha

1934 - 2020

Quando a sua esposa estava triste ele dançava bolero para animá-la.

Um contador de piadas, dançarino de bolero, abraços de urso, o "meu bem" eterno de sua família.

Apesar de ter tido uma história de vida difícil, nunca deixou de ver o lado bom da vida. De transmitir alegria para a família e amigos. Amou muito, os filhos, os netos, a esposa. Recebia a todos com amor, ele era amor, sempre foi, sempre será. Sinônimo de domingos com bolero, histórias divertidas, abraços apertados, dono do "vai porque quer, falta de amor não é". Nunca foi falta de amor.

Ele era Francisco Caminha, um homem incrível.

Francisco nasceu Manaus (AM) e faleceu Manaus (AM), aos 86 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Rayane Urani, a partir do testemunho enviado por neta Larissa Caminha, em 1 de maio de 2020.