Sobre o Inumeráveis

Francisco Ferreira do Monte

1965 - 2020

Um herói. Sua maior virtude era a bondade.

O cearense Francisco, mais conhecido como Nego ou Maninho para os familiares, foi casado com a Simone e teve 4 filhos: Cibelle, Ramiro, Isabelle e Jerônimo. Era muito brincalhão e estava sempre pronto a ajudar.

Motorista de micro ônibus intermunicipal, sempre brincava com seus passageiros. Apaixonado pelos netos, amava passear de carro com eles.

Alexson Souza, que morava na mesma rua, esteve presente, desde a infância, na vida do amigo e ainda se recorda dele fazendo os letreiros do ginásio: "Ele era um exímio pintor e desenhista (...) foi também um dos primeiros taxistas que vi em nossa cidade; aprendeu a dirigir cedo, lembro-me dele dirigindo o caminhão de seu pai.”

Os amigos tiveram a oportunidade de trabalhar juntos algumas vezes e uma das cenas, que mais marcou, foi Francisco como “Locutor da charanga durante uma das campanhas políticas.”

“Ele construiu sua história em nossa cidade e tudo que fez sempre queria fazer bem feito, ele buscava a perfeição, era muito esforçado, por isso sempre se destacou. A figura do Chico Nego ficará em nossa memória.”, complementa.

A maior virtude dele era a bondade e sempre vai ser lembrado pela filha Cibelle como o seu herói.

Francisco nasceu em Frecheirinha (CE) e faleceu em Sobral (CE), aos 54 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela filha de Francisco, Cibelle Cristina Costa Monte Lima. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Karollina Caria Mendes Costa, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 13 de junho de 2020.