Sobre o Inumeráveis

Frutuoso Dias Gonçalves

1937 - 2020

Português vaidoso, gostava de um bom vinho e transbordava simpatia.

Ele era sério só na aparência. Quem conheceu esse português, sabe que ele era bom de papo e fazia amizade fácil. A sua grande alegria era ver a casa cheia e beber seu vinho do Porto, acompanhado de uma boa bacalhoada, o seu prato preferido.

Frutuoso era amoroso e se preocupava com o bem-estar da família. Ao lado da mulher, Ida Guimarães Gonçalves, que ele chamava carinhosamente de "menina", criou os filhos Alfredo, Rita, Tereza e Frutuoso. A família continuou crescendo, com a chegada dos netos Ana Clara, Andressa, João Victor e Gabriel.

Frutuoso foi tratorista e motorista de ônibus e caminhão, passava muitos dias viajando. Na volta, Frutuoso tinha um ritual. "Ele fazia questão de me buscar para eu ir junto para a casa com ele, para matar a saudade. Eu amava e esperava, ansiosa, pela sua volta", lembra a neta Ana Clara.

Cantarolava pela casa e gostava de relembrar as suas histórias de Portugal. Um devoto de Nossa Senhora. "Após todas as orações, fazia questão de dar água benta a todos", conta Ana Clara.

Frutuoso cumpriu seu dever como marido, pai e avô, deixou uma família muito unida e será lembrado com felicidade.

Frutuoso nasceu em Vieira do Minho - Braga (Portugal) e faleceu em São Paulo (SP), aos 82 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela neta de Frutuoso, Ana Clara Gonçalves Salzano. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Naiara Araújo, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 11 de julho de 2020.