Sobre o Inumeráveis

Geovani Rodrigues

1957 - 2020

Fanático pelo Mengão, seus gritos de gol são inesquecíveis.

Um grande amigo, estava sempre disposto a ajudar. Geovani era um pai coruja e um torcedor fanático. Era louco pelo Flamengo. Assistia aos jogos, às reprises, aos comentários e até debatia com o técnico pela TV. Vibrava a cada lance. O ano de 2019 foi a glória para ele, com tantos campeonatos conquistados pelo time.

Tinha mania de dar gargalhadas em momentos impróprios.

Era extremamente responsável. Trabalhava como militar da reserva, mas não conseguiu ficar longe da Marinha que tanto amava, por isso acabou voltando para lá. Apesar da rigidez das Forças Armadas, Geovani era muito alegre e cativou muitas amizades no exercício de sua profissão. O Comandante dizia que ninguém redigia um ofício como ele.

Gostava de fazer almoços para a família se reunir, adorava um churrasco. Evangélico, ia à igreja aos domingos com a esposa. Juntos, ele e Maria Alice coordenavam a ação social da igreja que frequentavam. Era uma pessoa querida por todos. Era um ótimo pai, um tio maravilhoso, um genro incrível.

Nas festas de família, adorava contar para os filhos que quando ele e a esposa eram mais jovens, ela ia para a esquina da rua vê-lo jogando futebol, com a intenção de conquistá-lo. A história fazia todos caírem na risada, mas, na verdade, ele é quem fazia de tudo para vê-la. Ele contava tudo de uma forma tão leve e divertida, que todos gostavam mais da sua versão, e adoravam ouvi-la várias vezes.

Sonhava em ser avô. Infelizmente não deu tempo. Por aqui, os familiares e amigos seguem com saudade do fanático torcedor. Ninguém nunca mais redigiu um ofício como o Geovani.

Geovani nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e faleceu no Rio de Janeiro (RJ), aos 62 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela esposa de Geovani, Maria Alice de Abreu Rodrigues. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Bárbara Aparecida Alves Queiroz, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 19 de outubro de 2020.