Sobre o Inumeráveis

Hugo Ricardo Conceição Eloy

1974 - 2020

Um educador apaixonado pela sobrinha, cujo coração só pulsava amor e generosidade.

Apaixonado por Legião Urbana, amava ler e ouvir músicas. Era assim que viajava sem sair do lugar.

Só foi registrado aos seis meses, pois a família que tinha certeza que o bebê seria uma menina, teve muitas dificuldades para escolher um nome que estivesse à altura do tão iluminado menino. Recebeu então o nome de Hugo Ricardo, personagem de uma novela da época, interpretado por Tarcísio Meira, mas seus familiares o chamavam carinhosamente de Go!

Tinha fama de “mão de vaca”, mas atendia qualquer sonho ou pedido de sua sobrinha Ana Clara, a quem amava como se fosse sua própria filha.

Ao saber da gravidez da irmã Daniela, fez questão de contribuir com a compra do enxovalzinho de Ana Clara, utilizando todo o valor de uma rescisão trabalhista recebida. Seu amor pela irmã e pela sobrinha era tão imenso, que esteve ao lado delas e do cunhado até na hora do parto. "Era o irmão que todo mundo gostaria de ter".

Foi com Ana Clara que conversou pela última vez. A amou ainda no ventre da mãe, a acompanhou em todas as fases da vida, descia a serra 2 vezes por semana para ensaiar a valsa dos seus 15 anos e dançou com ela. Ele estava presente quando ela chegou... ela estava presente quando ele partiu...

Sua alma virtuosa fez dele um homem bom de fato, amado por todos e de uma simplicidade grandiosa. Hugo, simplesmente Hugo! Um ser de luz que há de brilhar eternamente na memória de seus amigos, familiares e daqueles que tiveram o prazer e a honra de conhecê-lo.

Hugo nasceu em São Paulo (SP) e faleceu em São Paulo (SP), aos 46 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela irmã de Hugo, Daniela Eloy. Este texto foi apurado e escrito por Ana Macarini, revisado por Rosana Forner e moderado por Rayane Urani em 1 de junho de 2020.