Sobre o Inumeráveis

Idalgo Moura do Santos

1975 - 2020

Provavelmente será um apaixonado pelo céu e agora, pelo infinito.

Um ser humano ímpar. Adorava a profissão de enfermeiro. Nasceu para servir, cuidar e salvar vidas. Era intenso, gostava de viver a vida com alegria e de aproveitar cada momento ao lado da família e dos amigos. Paraibano, sertanejo de fibra e de coragem, enfrentou os desafios da cidade grande e venceu com garra e fé. Filho exemplar e amoroso, irmão dedicado, tio carinhoso e presente na vida dos sobrinhos. Era animado, adorava dançar um forró pé-de-serra e se divertir. Tinha muitos amigos e cativava a todos.
Morreu em 31/03/20, depois de 11 dias internado na UTI, vítima da Covid-19. Foi enfermeiro na linha de frente do Hospital do Tatuapé (SP), infectado fazendo o que mais amava: ajudar e cuidar das pessoas. Nunca será esquecido, pois quem o conheceu e desfrutou de sua companhia, guarda boas lembranças de uma das melhores pessoas que já passaram por esse plano.

Mafalda Moura, irmã.

Nordestino e enfermeiro, apaixonado por sua terra e por sua profissão. Sorria com as palavras e com o olhar. "Ensine os que querem aprender e seja um líder, que coloca a mão na massa.", eram alguns dos conselhos de Seu Idalgo.

Marilice Everton Zanato, amiga.

Idalgo nasceu São José de Espinharas (PB) e faleceu São Paulo (SP), aos 45 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Rayane Urani, a partir do testemunho enviado por amigos e familiares Mafalda Moura e Marilice Everton Zanato, em 3 de maio de 2020.