Sobre o Inumeráveis

Iza Eleuza de Castro Silva

1982 - 2020

"Vamos sair, que o tempo é curto", dizia depois de longos plantões no hospital.

Desde pequena era atenciosa e solidária. Sua mãe já sabia: quando sumiam coisas da despensa, era porque a filha havia ajudado alguém que precisava.

E foi seguindo esse destino que ela foi estudar em Recife. Mesmo adorando a cidade e fazendo muito amigos, como sempre fazia onde chegava, com seu jeito doce, resolveu voltar para Alagoas, para a felicidade de todos que adoravam as farras promovidas por ela.

Foi em terras alagoanas que ela exerceu a profissão por 15 anos, sempre com o brilho apaixonado no olhar.

Sempre que podia, juntava todo mundo na casa dos pais. São João, aniversários, Carnaval... tudo era motivo para ter a casa cheia.

Às vezes, depois de longos plantões de 24 horas, ainda tinha energia para sair e curtir, e quando recebia o olhar preocupado da mãe, dizia: "Vamos sair, que o tempo é curto". Tornou-se assistente social, pois seu coração enorme sempre apontou para esse caminho.

Iza nasceu em Arapiraca (AL) e faleceu em Arapiraca (AL), aos 37 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo irmão de Iza, Igor Castro. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Paula Berle, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 28 de junho de 2020.