Sobre o Inumeráveis

Janieire Pires Felipe

1970 - 2020

Uma mulher amazonense que amou ser enfermeira.

Enfermeira na linha de frente contra o coronavírus em Manaus.

Filha, mãe, avó, serva de Deus. De sorriso largo, Jane nos deixou apenas fisicamente, pois sua coragem, alegria e gentileza viverão eternamente em nossas memórias e corações.

-
Jane tinha muito orgulho dos filhos, netos, esposo e das bodas de pérola, os 30 anos de casamento, que acabara de completar.

Era uma enfermeira apaixonada por sua profissão. Em tempos de pandemia, deixou claro para nós, sua família, que havia feito um juramento e por nada deixaria de cumpri-lo. Pensava nos doentes, em seus colegas de profissão e, motivada, trabalhou mesmo estando com atestado médico e com dores, devido à fibromialgia.

Atrevemo-nos a pedir que ela não fosse ao trabalho, recebemos a resposta direta e firme: “não irei fugir, não abandonarei meus colegas. Pensar como vocês, só fará com que todos morram!”

O céu ganhou mais uma estrela. A enfermagem perdeu uma profissional incrível. O mundo, um ser humano fabuloso, daqueles raros, que fazem o bem sem olhar a quem.

“Eu perdi a minha base, minha mãe. Espero que ela tenha orgulho de mim, porque estou buscando ser forte, ser tão boa quanto ela, para que sua força, dedicação, caráter e bondade resplandeçam também em mim. Orgulho-me da dádiva de ter sido criada por uma mulher tão forte e guerreira, dona de um caráter impecável. Queria dizer mais uma vez: 'eu te amo tanto!'”, exprime com muito amor a filha Hadria.

Janieire nasceu em Tefé (AM) e faleceu em Manaus (AM), aos 50 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Vitória Freire, a partir do testemunho enviado por amiga Jucenilda Garcia, em 13 de maio de 2020.