Sobre o Inumeráveis

José Casturino Ferreira da Silva

1948 - 2020

Voltou a ser criança para acompanhar o amado neto.

Um exemplo de homem honesto, respeitoso e religioso. Companheiro de sua esposa. Dono de um coração gigante, que espalhou amor por onde passou.

Amou seu neto de uma forma tão linda, que fazia tudo por ele. Brincava, alimentava, fazia dormir, assistia com ele ao seu desenho favorito, estourava pipoca, entre tantas outras coisas.

Era uma pessoa simples, de pouco estudo.

Vaidoso e organizado, ajudava a esposa com as tarefas da casa.

Amava o mar, a aviação, churrascos e futebol — um corinthiano nato. Gostava também de truco e, ultimamente, era fã da Netflix.

Tinha uma saúde ótima para os 71 anos. Sempre que podia, caminhava na esteira da academia do prédio e gostava de ir a pé ao mercado; porque dizia que era bom se exercitar. Estas são algumas das lembranças guardadas sobre ele.

A partida de alguém, tão especial, deixou na família uma saudade crescente. Sentimento amenizado apenas pela gratidão às muitas formas de apoio recebido: a linda homenagem feita pela sobrinha Ilza; a corrente de oração formada por parentes, amigos, conhecidos e desconhecidos... as tantas pessoas, de diferentes religiões, que oraram por ele; e ao atendimento atencioso que recebeu no Hospital da Zona Sul e no Hospital Universitário.

"Descanse em paz, meu pai amado! Te amo!", diz a filha Rodriany.

José nasceu em Londrina (PR) e faleceu em Londrina (PR), aos 71 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela filha de José, Rodriany. Este tributo foi apurado por Samara Lopes, editado por Noêmia Maués, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 15 de junho de 2020.