Sobre o Inumeráveis

José Pereira Sales

1951 - 2020

Ele se encontrou no Rio de Janeiro e adorava receber visitas de parentes e amigos.

"Eu sou o José. Mas só no RG. Atendia todo mundo com o verdadeiro nome que adotei pra minha vida: Zequinha, ou Tio Zequinha, como quiserem.

Nasci em Minas Gerais, mas no Rio de Janeiro encontrei 'meu lugar'.
Trabalhei muito para criar meus filhos e proporcionar o melhor para todos eles. Que orgulho do Léo, da Michele e do caçula Lucas.

Como não sou de ferro, quando tava estressado, de estresse, mesmo, ia pra praia. Como eu amava a praia. Quem em SP pode fazer isso, não é verdade?

Amava uma seresta, e também um bom jogo de dominó com meus irmãos, meu filho e meus sobrinhos. E, claro, uma sinuca ia muito bem, obrigado. Em família, amava um bom churrasco e aquela cervejinha bem gelada.

Em São Paulo, fazia questão de visitar minha irmã Lourdes. Meus filhos também amavam passar as férias na casa dela. E nos últimos 3 anos, visitei São Paulo muitas vezes, conheci a nova geração da família: meus sobrinhos e sobrinhas com filhos, minha mãe com bisnetos. Que delícia! Foram momentos inesquecíveis!

De uma coisa não vou poder me queixar: vivi bem cada dia que Deus me deu. E sou muito grato a Ele por isso.

Quero ser sempre lembrado com muita saudade por todos. Espero, de verdade, ter plantado no coração de cada um de vocês as sementes do amor, do perdão, da amizade, da fraternidade e da alegria, minha marca registrada.

Apesar de essa realidade ainda doer no coração de vocês, essa dor se transformará em saudade, assim como aconteceu com minha irmã Lourdes.

Fiquem com Deus. Amo todos vocês!"
Zequinha

Texto escrito por Gislaine.

José nasceu Marcionílio Souza (BA) e faleceu Rio de Janeiro (RJ), aos 69 anos, vítima do novo coronavírus.

História revisada por Priscilla Fernandes, a partir do testemunho enviado por sobrinha Gislaine Pereira Maciel, em 14 de maio de 2020.