Sobre o Inumeráveis

José Valiente

1946 - 2020

Soberano no coração da família.

José Valiente, também conhecido por Zé Cabeça, era um apaixonado pelo São Paulo FC. Dizem que um pouco birrento, mas e não são os birrentos os sinceros, os que falam o que pensam? Pois está aí uma qualidade. Devorador ávido das páginas esportivas dos jornais, teve a sorte de ver craques do calibre de Canhoteiro, Pedro Rocha, Forlan, Muller, Rogério Ceni, Raí, Oscar, Careca, Kaká, Telê Santana, enfim, uma lista interminável deles vestindo a camisa do seu São Paulo. Lembrar dele é lembrar da sua alegria extravasada a cada título do seu Tricolor, que não foram poucos: seis vezes campeão Brasileiro, três vezes campeão da Libertadores e do Mundo e uma infinidade de títulos Paulistas.

Sabe-se lá quantas vezes não se imaginou vestindo a camisa do seu time do coração em pleno Morumbi lotado enquanto atuava nas peladas que adorava jogar com os amigos.

Paixão maior que o futebol e o São Paulo só uma: a família. E amor desse tamanho não precisa ser provado, só sentido, mas não dá pra deixar de relatar que, quando a esposa Jussara teve um AVC, que paralisou todo o seu lado esquerdo, e, ainda por cima, em um momento difícil entre os dois, ele foi pai, mãe, marido, enfermeiro. Moveu céus e terras para que ela e os filhos tivessem todo conforto e amor. Isso, meus amigos, não é para qualquer um.

Zé Cabeça pode ter mudado de plano, mas neste aqui ele é o verdadeiro Soberano nos corações da esposa Jussara, dos filhos Fernando, Narhan e Inara e dos netos Renato, Rafael e Rita.

José nasceu São Paulo (SP) e faleceu São Paulo (SP), aos 74 anos, vítima do novo coronavírus.

Jornalista desta história Fabio Victoria, em entrevista feita com filha caçula Inara Valiente, em 18 de maio de 2020.