Sobre o Inumeráveis

Lenilda da Silva Breves

1957 - 2020

Talento nato para contar piadas. Com vocês, Lenilda.

Quem disse que a tia mais velha não pode ser a mais animada da família?

Sempre muito divertida, Lenilda fazia questão de que as reuniões familiares fossem realizadas em sua casa. Assim, todos poderiam beber e comer churrasco em clima animado. Para isso, nada melhor do que as suas piadas; a família caía na gargalhada.

Gostava de contar aos sobrinhos as lendas da Cobra Grande e da Matinta Pereira, populares no folclore amazônico e responsáveis por despertar medo nas crianças. Já crescidos, os sobrinhos se divertem ao lembrar.

Tia de coração grande. Para ela, bastava ser e fazer feliz aqueles que amava.

Fruto de uma família de 11 irmãos, Lenilda foi filha, mãe e tia.

Deixa memórias que despertam sorrisos e aquecem o coração.

Lenilda nasceu em Lago Janauacá (AM) e faleceu em Manaus (AM), aos 63 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pela sobrinha de Lenilda, Nayara Roberta Teixeira da Silva. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Thaís Fonseca Brunelli, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 23 de julho de 2020.