Sobre o Inumeráveis

Leonardo Cunha de Oliveira

1949 - 2020

Passava horas mexendo em seu fusquinha azul e amava tocar sua sanfona.

Senhor Leonardo era um homem muito religioso e reservado. Costumava se sentar em um cantinho de sua casa e ter longas conversas com Deus. A neta Laiane conta que era lindo ver o avô conversando com o Criador, um filho falando diretamente ao pai amado, de coração aberto, fosse para agradecer as bênçãos recebidas ou pedir conselhos.

Aqui na Terra, no entanto, era o Vovô Leonardo que aconselhava Laiane, sempre à luz dos ensinamentos do Senhor Jesus, orientando a neta para que edificasse sua vida sobre os firmes alicerces da palavra do Pai.

Amava profundamente sua família, seus oito filhos e a querida esposa Raimunda, além dos netos. Antes de se aposentar, trabalhou por muitos anos como taxista. Mas sua paixão mesmo era mexer em seu fusquinha azul, o qual usava para sair por aí, visitar os familiares e os amigos.

Também amava música, gostava de tocar sanfona e “Adorava ouvir os Hinos da Harpa Cristã, em especial o Hino Campeões da Luz!”, lembra Laiane:

“Se alguém cansado se encontrar
Sem forças para pelejar
O Senhor quer te ajudar
A vitória alcançar
O mal vencendo avançai
E hinos a Jesus cantai
E da salvação falai
Almas ao Senhor levai”

Quis a vontade de Deus que o Senhor Leonardo retornasse à casa do Pai, onde com certeza está sendo acolhido nos braços amorosos de Jesus. Aqui na Terra, sua família e seus amigos seguirão honrando sua memória e seus belos ensinamentos, levando uma vida abençoada e justa.

Leonardo nasceu em Santarém (PA) e faleceu em Santarém (PA), aos 71 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela neta de Leonardo, Laiane Oliveira. Este tributo foi apurado por Ana Macarini, editado por Ana Macarini, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 10 de junho de 2020.