Sobre o Inumeráveis

Luiz Alvaci Gomes

1960 - 2020

Para ele, a simplicidade era o último degrau da sabedoria.

Para aqueles que acreditam na metáfora da vida simbolizada por uma escada, os degraus representam as etapas e como os superamos para atingir o próximo nível. A subida não é fácil, mas muito recompensadora.

Luiz foi um exemplo de como percorrer esse caminho com humildade, honestidade e senso de humor.

“Era considerado por seus colegas uma pessoa sempre disponível, determinada, bem-humorada e de coração gigante”, diz a Prefeitura de Mossoró em comunicado oficial. Na mesma declaração, relatam a gratidão pelo servidor municipal que dedicou mais de 30 anos de sua vida ao trabalho, e, mesmo aposentado, continuou colaborando com a cidade.

O filho Humberto reitera essa adoração e comenta o espelho que o pai se tornou, relembrando quando o acompanhava nos jogos com os amigos, uma de suas paixões. Durante a confraternização, ao ver o filho esperando, Luiz sempre dizia: “Está com fome? Eu não te chamei, você que quis vir”. Como sempre, estava brincando, e no jogo seguinte o filho estava lá novamente, repetindo o mesmo ritual que agora é lembrado com muita saudade.

O hábito e gosto pelo esporte o levaram a se envolver com o futebol amador da cidade, contribuindo com trabalhos para o município por iniciativa própria.

Como uma pessoa que se doou a tudo o que viveu, com a família não seria diferente. Suas últimas palavras foram dirigidas à esposa e parceira de vida: “Diga a Diná que estou bem”.

Luiz nasceu em Mossoró (RN) e faleceu em Mossoró (RN), aos 59 anos, vítima do novo coronavírus.

Tributo escrito a partir de testemunho concedido pelo filho de Luiz, Humberto. Este texto foi apurado e escrito por Jornalista Bruna Rodrigues Coppedé, revisado por voluntário e moderado por Rayane Urani em 26 de maio de 2020.